Estudos Bispo Macedo – Quem é o culpado?

QUEM É O CULPADO?

culpaGeralmente, quando se perde uma batalha, logo se procura alguém para ser responsabilizado. Dificilmente as pessoas assumem a culpa do próprio fracasso. Infelizmente até mesmo entre pessoas convertidas isso tem acontecido. Sempre se procura arranjar um bode expiatório para esconder o verdadeiro responsável. Por quê? Será uma simples vergonha ou o medo de ser punido? Ou será o orgulho da boa reputação que não pode ser atingido? Seja como for, o importante é saber a origem da derrota.

A Bíblia nos tem ensinado que “…O justo viverá pela sua fé.” (Habacuque 2.4). Isso significa dizer que a derrota ou a vitória na vida de cada um depende de sua própria fé. Quando ela está em alta, a vida cristã é uma beleza: há ânimo, coragem, humildade, enfim, nada é demasiadamente difícil. Nessa altura, em caso de tropeço, há humildade para se assumir o erro e ao mesmo tempo perseverança na luta pela fé. Porém, quando a fé está em baixa, qualquer deslize que a pessoa dê, então fulano foi o culpado, beltrano não me ajudou. É um monte de desculpas esfarrapadas e culpados por aquilo.

Verifica-se, então, que o estado espiritual da fé influencia a vitória ou a derrota. E realmente é assim: a conquista de algo pela fé depende da fé pessoal de cada um. Não adianta a pessoa querer achar bodes expiatórios para encobrir seus fracassos pessoais. Ela é a única responsável pela sua vitória ou derrota, ou seja, a fé que opera dentro dela.

Essa é a razão por que devemos ter o máximo cuidado com a nossa fé; não podemos deixá-la em risco sob hipótese alguma, tratando dela apenas uma ou duas vezes por semana. Não! Se dela depende nossa salvação eterna, nosso sucesso familiar, nossas conquistas materiais, enfim, toda nossa vida, então há que se cuidar dela da mesma forma como cuidamos da nossa respiração. Ela é a única ponte de ligação entre nós e o Senhor Jesus Cristo. Se permitirmos que essa ponte seja obstruída pelo lixo da sociedade onde vivemos, então perderemos a comunicação com Ele. Podemos considerá-la também como o cordão umbilical que nos une ao Senhor.

Muitos cristãos têm relaxado no cuidado da sua fé rejeitando a boa consciência. Talvez a freqüência na igreja tenha se tornado um hábito tanto como almoçar e jantar; já não há mais aquele prazer em estar na Casa de Deus e buscá-Lo de todo o coração. A frieza espiritual tem sido uma constante, pois até as orações têm sido insossas. Por quê? Porque a fé tem sido mal nutrida, mal cuidada. Por causa disso vêm as derrotas e as decepções. A má consciência tem neutralizado a fé e nada tem sido feito para mudar essa situação. Ora, quem pode ter uma consciência má e ao mesmo tempo a fé em alta? O exercício da fé depende de uma consciência limpa. Razão pela qual o pecado mata, pois quando se peca, imediatamente a consciência acusa e aí a pessoa fica refém do espírito da dúvida. Conseqüentemente essa dúvida anula a ação do espírito da fé.

Portanto, amigo leitor, diariamente alimente sua fé da mesma forma como faz com seu corpo físico. Verifique se há algum empecilho que a tem anulado e livre-se dele imediatamente, porque sua vida depende dela. Se ela for bem, você irá bem; mas se ela for mal, a sua vida também irá mal. E ninguém poderá ser responsável pelo que suceder com você.

Deus os abençoe abundantemente!

QUEM É O CULPADO – Download

Equipe Movimento Universal – O Movimento é você quem faz…

Comente você também

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s